Lai Cosplay e um relato sobre a cor do Cosplay

Larissa ou Lai Cosplay é formado em fotografia e Costura, atualmente trabalha como figurinista e Cosmaker (criando e produzindo figurinos para teatro e para outros cosplayers).
Seu primeiro cosplay foi de Chun Li, personagem favorito dela, em 2013. Desde então se apaixonou por essa arte de criar e dar vida aos seus personagens favoritos, e começou a se desafiar com produções maiores e mais complexas.
Ganhou alguns prêmios em desfiles de cosplay e foi convidada para ser jurada e palestrante em alguns eventos no Brasil

“Ser negra não é fácil em nem uma parte do mundo, e ouvir que isso não é nada de mais é a pior coisa que existe. Caso eu fale aqui tudo que eu já passei na pele negra que tenho nessa vida, vocês vão achar que é uma piada, mas não é.Ouvir um homem dizer que eu sou uma negra linda nascida pra senzala, e não poder revidar, pois á um temor maior, que é perder o único emprego, e não poder pagar mais a faculdade.

Ser negra é perceber que muitos te olham como se você não fosse capaz de ter um diploma, ou de passar do ensino médio, é algumas pessoas falarem que seus sonhos são inalcançáveis pois nunca viu uma negra em tal posição.”

“No meio cosplay também não nada fácil, “não vai passar uma base mais clara para ficar igual a do personagem?” EU PRECISO? “Passa um contorno no nariz pra afinar mais, como o da personagem.” EU PRECISO?Assim como eu não preciso ser mais clara pra determinado personagem, nem muito menos ter um nariz mais fino, você também não precisa ser alto, magro ou ter o gênero do personagem. 

Quero ver o meio cosplay um dia com menos preconceito sobre tudo, a raça o corpo e o gênero.

“Um dia sei que vocês vão olhar para um Cosplayer negro e não ver a pele dele, mas sim o esforço para produzir o figurino, as noites sem dormir, o trabalho até chegar no evento, se montar e estar ali, para se sentir feliz e satisfeito com seu feito, e que o racismo não atrapalhe esse momento tão importante.

Seja mais aberto, seja mais confiante, seja mais gentil, seja mais amável, seja você, seja menos preconceituoso, pois você também tem defeitos que muitos podem julgar e você sabe que, você não é assim. Pense nos outros antes de fazer uma piada racista, ou homofóbico, antes de atacar um Cosplayer online, pela sua pele, ou físico, lembre que assim como você, ela também tem uma vida e problemas.Você gostaria de ser atacado assim? gostaria de ver sua produção ser ridicularizada, mesmo sabendo que deu o seu melhor ? Se não, então pense mil vezes antes de fazer. “

Para conferir o trabalho linda dessa mulher dedicada e de talento ímpar segue links :

https://www.facebook.com/lestrangecosplayer/

https://www.patreon.com/laicosplay

https://www.instagram.com/laicosplay_/

Post criado 35

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo